pra não esquecer…

agosto 20th, 2009

database hacks

Posted by Felipe Olivaes in Firebird, MS SQL Server, MySQL, Postgre SQL

realmente muito bom, dica do ara”ú”jo! =)

http://pentestmonkey.net/blog/mysql-sql-injection-cheat-sheet/
http://pentestmonkey.net/blog/postgres-sql-injection-cheat-sheet/
http://pentestmonkey.net/blog/oracle-sql-injection-cheat-sheet/
http://pentestmonkey.net/blog/mssql-sql-injection-cheat-sheet/
http://pentestmonkey.net/blog/ingres-sql-injection-cheat-sheet/
http://pentestmonkey.net/blog/db2-sql-injection-cheat-sheet/
http://pentestmonkey.net/blog/informix-sql-injection-cheat-sheet/

crack mysql hash password:
http://www.openwall.com/john/

outubro 6th, 2008

Código promocional Kinghost

Posted by Felipe Olivaes in Apache, ColdFusion, Firebird, Linux, MS SQL Server, PHP, Postgre SQL, shell, Windows

hospede na melhor hospedagem brasileira e ainda ganhe 15% de desconto nos 3 primeiros meses.

Utilize o código promocional: BIGDESCONTO
no passo 3 do cadastro

nunca foi tão fácil ganhar desconto hein…

agosto 29th, 2008

como ver a versão do firebird…

Posted by Felipe Olivaes in Firebird

firebird é realmente uma *-obra*, seguinte….

isql -Z
gbak -Z

já era…

agora pq não -v? q bela droga…

Março 26th, 2008

grant references

Posted by Felipe Olivaes in Firebird

grant references on DESTINO to ORIGEM ;

http://www.firebirdfaq.org/

grande artur!

outubro 4th, 2007

firebird – adicionando usuário como administrador da base…

Posted by Felipe Olivaes in Firebird, xalassa

para adicionar um usuário como sendo administrador a uma base do firebird….

./isql -u sysdba -p ‘SENHASYSDBA’ -d /opt/firebird/basededados.gdb
connect /opt/firebird/basededados.gdb;
GRANT administrator TO basededados;
exit;

setembro 26th, 2007

desconto kinghost

Código promocional Kinghost!

Ganhe 15% de desconto nas 3 primeiras mensalidades na melhor empresa de hospedagem do brasil com toda certeza…

Acesse o link abaixo
http://www.kinghost.com.br/promo/BIGDESCONTO.html
ou digite o código promocional BIGDESCONTO no cadastro

setembro 26th, 2007

firebird – Undefined service gds_db/tcp

Posted by Felipe Olivaes in Firebird

erro completo asp:
Microsoft OLE DB Provider for ODBC Drivers erro ‘80040e4d’

[ODBC Firebird Driver]Unable to complete network request to host “xxxx.xxxxxx.xxx”. Failed to locate host machine. Undefined service gds_db/tcp.


solucao

adicionar a linha:
gds_db 3050/tcp
windows, no arquivo:
c:\windows\system32\drivers\etc\services

linux, no arquivo:
/etc/services

setembro 20th, 2007

Código promocional Kinghost

Código promocional Kinghost!

Ganhe 15% de desconto nas 3 primeiras mensalidades na melhor empresa de hospedagem do brasil com toda certeza…

Acesse o link abaixo
http://www.kinghost.com.br/promo/BIGDESCONTO.html
ou digite o código promocional BIGDESCONTO no cadastro

agosto 20th, 2007

Restaurando para uma base existente

Posted by Felipe Olivaes in Firebird

gbak -c -z -r -v -user sysdba -password SENHASYSDBA nome.bak /firebird/BANCO.gdb

agosto 20th, 2007

reparando e restaurando base Interbase/Firebird

Posted by Felipe Olivaes in Firebird

O Interbase possui dois modos de escrita:

Síncrona e Assíncrona

Síncrona – Dados são gravados em disco imediatamente.

Assíncrona – É a escrita considerada “cuidadosa”, pois os dados são gravados assim que a transação for commitada. A desvantagem é que em ambiente de trabalho windows, estas instruções são ignoradas, uma vez que o próprio sistema operacional controla estas tarefas. Em sistemas como Linux e/ou Unix, este tipo de escrita funciona muito bem.

A vantagem deste tipo de escrita é a performance, uma vez que o sistema operacional irá gerenciar o cache de dados. Mas é preciso ter uma política muito boa de backup, para o caso de acontecer algum problema de corrupção.

Na versão 6 do Interbase, assíncrona é a escrita padrão.

Ajustando a escrita

gfix -write sync banco_de_dados.gdb
//ajusta em modo Síncrono

gfix -write async banco_de_dados.gdb
//ajusta em modo Assíncrono

Reparando o banco

Inicialmente, poderíamos utilizar vários programas para proceder com a recuperação do banco de dados, mas o próprio Interbase possui uma excelente ferramenta para isso.

Esta ferramenta é o GFIX que se encontra instalado no diretório BIN do banco de dados, e funciona em linha de comando no Prompt do MS-DOS.

A primeira coisa a ser definida, para facilitar e muito o trabalho, é incluir variáveis de ambiente no sistema operacional, onde iremos definir usuário, senha e localização (path) do GFIX. Para tanto, inclua as linhas abaixo no arquivo AUTOEXEC.BAT e depois disso reiniciar o computador:

SET ISC_USER=SYSDBA
SET ISC_PASSWORD=masterkey
SET PATH=%PATH%;c:\arquiv~1\borland\interb~1\bin

Note que a variável SET PATH poderá mudar de acordo com o diretório de instalação do interbase.

Caso o sistema operacional seja o Windows 2000, Windows 2000 Server ou Windows XP, você poderá incluir estas variáveis na opção “Variáveis de Ambiente” nas Propriedades do Sistema (Painel de Controle)

Lembrando que, a deverá ser observada a condição de Case-Sensitive para usuário e senha.

1º Passo ( Cópia e Acesso )

Sempre utilize uma cópia do banco de dados corrompido, além de possuir acesso exclusivo ao mesmo.

Proceda então com uma cópia utilizando o próprio windows explorer ou o MS-DOS, ex:

copy banco.gdb copia.gdb

2º Passo ( Verificar )

Verifique se o banco de dados realmente se encontra corrompido utilizando o seguinte comando:

gfix -v -full banco_de_dados.gdb

Caso o comando tenha indicado algum tipo de problema, aí sim iremos começar as rotinas de reparo do banco a seguir.

3º Passo ( Reparar )
gfix -mend -full -ignore banco_de_dados.gdb

Após este procedimento, deveremos novamente verificar se o banco foi reparado, utilizando o comando do 2º Passo. Caso ainda assim o banco continue apresentando erros, o próximo passo será efetuar um backup completo e depois restaurá-lo conforme descrito adiante.

Backup do Banco de Dados

Da mesma maneira como utilizamos o GFIX do Interbase, poderemos utilizar o utilitário de backup, o GBAK, que também se encontra instalado no diretório Bin do Interbase / Firebird e funciona em linha de comando. Veja alguns comandos descritos abaixo:

gbak -backup -v -ignore banco_de_dados.gdb arquivo_de_backup.gbk

Este é o comando em sua forma mais simples. Caso houver necessidade, por falhas no procedimento, por exemplo, poderá optar em incluir outras opções, como descrito abaixo:

Ignorar o “garbage collection”.
gbak -backup -v -ignore -garbage banco_de_dados.gdb arquivo_de_backup.gbk

Ignorar transações em limbo:
gbak -backup -v -ignore -garbage -limbo banco_de_dados.gdb arquivo_de_backup.gbk

Após proceder com o backup, poderemos agora finalmente tentar a restauração do mesmo, descartando informações danificadas, corrompidas, etc.

Restaurando o Banco de Dados

Para a restauração do banco, podemos continuar a utilizar o utilitário GBAK, conforme descrito abaixo:

Restauração básica:

gbak -create -v arquivo_de_backup.gbk novo_banco.gdb

Caso este procedimento relate erros, tente as seguitnes opções:

Não ativar indices durante a restauração:

gbak -create -v -inactive arquivo_de_backup.gbk novo_banco.gdb

Após a conclusão da restauração, você deverá ativar os índices manualmente.

Restaurar uma tabela de cada vez:

gbak -create -v -one_at_time arquivo_de_backup.gbk novo_banco.gdb

Este procedimento fará com que cada tabela seja restaurada e em seguida commitada, portanto desta maneira você poderá conseguir ao menos restaurar uma parte do banco de dados.

Fevereiro 21st, 2007

Trocando Dialeto/Dialect – Firebird

Posted by felipe in Firebird

gfix -user SYSDBA -password masterkey dbserver:/db/mydb.fdb -sql_dialect 3




nuvem de tags:

24 horas acentuação Apache bash benchmark bios boot celular centos charset comando console Download esxi Firebird firefox http importação intel ipod kinghost legenda Linux lost mod_deflate msn mssql MySQL owner Padel PHP placa mãe portabilidade Postgre SQL recovery root password rewrite shell sinuca sql server svn temporada completa veronica mars vmware Windows ícones